Centro de Informação, Mediação e Apoio ao Imigrante

No presente ano foram contabilizados cerca de 720 atendimentos, maioritariamente a cidadãos estrangeiros.
Os nacionais de Cabo Verde foram os que mais procuraram o serviço, constituindo cerca de 65% dos atendimentos realizados, seguindo-se os nacionais de São Tomé e Príncipe que totalizaram 20%, Guiné, Angola e Brasil 8%, Moçambique 5% e Rússia, Senegal e Índia perfizeram o total de 2%.
Mais de 50% dos atendimentos realizados prenderam-se com situações de regularização documental, nomeadamente, realização de marcações para renovação de títulos de residência, realização de manifestações de interesse ao SEF, renovação de vistos, entre outras situações. Os restantes atendimentos foram casos relacionados com apoio social, pedidos de nacionalidade, assuntos relacionados com a saúde, educação, trabalho e segurança social.

Habitação

A nível da habitação a AMRT continua a apoiar a comunidade na realização de pedidos de habitação social, sendo que ao longo do ano foram efetuados 5 pedidos à CM Loures e 7 candidaturas ao IHRU.
No que concerne à demolição de casas e remoção de entulhos, no bairro do Talude, a situação mantémse inalterada, pelo que, apesar dos apelos efetuados à CML, não se verificaram quaisquer diligências para a remoção dos destroços das casas demolidas, sendo que estes mantêm-se.

Casa do Cidadão de Cabo Verde

A procura dos serviços da Casa do Cidadão de Cabo Verde manteve ao longo do ano de 2018, sendo o número de documentos emitidos bastante semelhante ao ano de 2017, revelando a solidez e mais-valia do serviço. Foram emitidas 80 certidões de nascimentos, 85 certificados de registo criminal e 3 certidões de casamento, perfazendo um total 168 certidões emitidas em 2018.